A mais importante mensagem dos videntes para 2017

Eis minha última boa ação do ano. Fiz uma compilação das previsões de alguns esotéricos sobre o Brasil e o mundo nessa virada de ano. Olha só:

A astróloga Maria Eugênia de Castro traz alguns otimismo em suas leituras dos astros. Segundo ela, janeiro será “um início de uma dose de sensatez no mundo.” Para Maria, a partir do dia 20 deste mês o ano “começa a ter aspecto de início de harmonia e justiça, principalmente no Brasil”. E, para quem está desempregado, outra boa notícia: “júpiter em virgem, o signo de trabalho. É o que é preciso encontrar trabalho para todo mundo”.

Já a Taróloga Fernanda Arjona acredita que o primeiro semestre terá dificuldades, mas muito projetos e planos vão equilibrar isso e fazer o Brasil voltar a crescer, especialmente no segundo semestre. “O mundo vai começar a enxergar o Brasil de forma diferente. Como um país que cresce, um país forte”, afirma a taróloga. Outra boa notícia no campo da medicina: “No primeiro semestre chega a cura para a Zika”.

Fernanda acredita que, a partir de maio o desemprego vai cair. Mas a mãe natureza estará particularmente agressiva: “No primeiro semestre será tranquilo em termos de desastres naturais. Em setembro, teremos mais problemas. Enchentes, problemas com excesso de chuvas”.

O famoso Carlinhos Vidente não está nada otimista: “De cada dez empresas cinco fecharão”, sentencia.

Na política, Carlinhos prevê um ano crítico. Teremos renúncia na presidência e novas eleições diretas entre Aécio Neves, Alvaro Dias e Ciro Gomes. “Apesar da dianteira, o novo presidente será Alvaro Dias. Mas não tem mais muito o que falar do ano que vem, não. Não vai acontecer muita coisa, não”, diz o vidente.

O babalorixá Eurico Aganju está preocupado com o cenário mundial.

“Na Europa, a crise do Euro se intensificará. Grécia não honrará seus débitos. Alemanha estará altamente propensa a deixar a zona do Euro nos últimos meses do ano”, diz o babalorixá.

As previsões para os Estados Unidos da América são extremamente desfavoráveis. “Definitivamente, aquele país não será um lugar seguro para se viver a partir de 2016. Não só por questões ligadas ao terrorismo, mas também por questões ligadas a fenômenos naturais”, prevê Aganju.

Como estas previsões afetam sua relação com o futuro? Deixam você mais otimista ou pessimista em relação ao ano que vai nascer? Elas confirmam suas suspeitas sobre 2017 ou fomentam um já avançado estado depressivo em relação ao Brasil e o mundo? Pois deixa eu te contar um segredo. Essas previsões foram realizadas em 2015, tendo em vista o ano de 2016. Se o Brasil não voltou a crescer, também não tivemos uma retração de 50% da nossa economia. Se rolou o Brexit, a Alemanha continua firme na zona do Euro. Se houve instabilidade no governo, Álvaro Dias não é o presidente. Otimistas ou pessimistas, os futurólogos tendem a errar mais que acertar. Mas eles tendem a focar apenas nos eventuais acertos e desconsiderar seus erros.

Talvez seja esta a mensagem mais útil dos videntes para 2017: o importante é tentar sempre e valorizar seus acertos. Assim, ninguém lembrará dos seus erros. Feliz ano novo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s