10 fatos incríveis sobre livros

1- Existe um livro chamado “Everything Men Know About Women” (Tudo que os homens sabem sobre as mulheres), de Alan Francis. A obra consiste em, basicamente, 100 páginas em branco e a capa. Já vendeu mais de um milhão de cópias.

2 – O cheirinho característico dos livros é usado por especialistas para determinar a idade do exemplar e quanto tempo ainda resta até sua completa degradação.

3 – Na Islândia é costume trocar livros na véspera de Natal e passar o resto da noite lendo. O país tem o maior número de publicações per capita do mundo e a maior parte das novas edições são lançadas no período natalino. Esse costume é chamado Jólabókaflóð, ou “Enchente literária de Natal.

4 – O romance de história alternativa “The Man in the High Castle” contém um “romance dentro do romance”. Enquanto o livro conta o que aconteceria se os nazistas vencessem a Segunda Guerra Mundial, o livro dentro do livro conta o que aconteceria num universo paralelo onde os nazistas perderam.

5 – O primeiro livro do Dr. Seuss, uma espécie de Monteiro Lobato americano é chamado The Pocket Book of Boners. Um título estranhamente impróprio para um livro infantil no inglês contemporâneo, já que a tradução seria algo como “O livrinho das Ereções”. Juro.

6 – Quando Huckleberry Finn foi publicado, o livro não foi censurado por ser racista, como é comun acontecer hoje. Mas foi condenado por NÃO ser racista. A ideia de uma amizade entre um rapaz negro e um rapaz branco não foi bem aceita pela adorável sociedade da época.

7 –  Existe um livro cujo conteúdo é um milhão de números aleatórios e quase mais nada. Publicado em 1955, é um importante trabalho no campo de estatísticas e randomização.

8 – Um leitor de ebook com 4GB de capacidade carregando 3500 ebooks pesa um bilionésimo de bilionésimo de um grama a mais do que se o HD estivesse vazio. A diferença é aproximadamente o peso de uma molécula de DNA. O mesmo número de livros físicos pesaria duas toneladas.

9 – Ella Minnow Pea se passa em uma ilha onde o governo começa a banir as letras uma a uma, lentamente. Assim que uma letra é banida na história, ela deixa de ser usada no texto do livro também.

10 – A frase mais longa já impressa é de Victor Hugo e consta em sua obra Les Miserables. São 823 palavras ao todo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s