Cinco livros de contos que você precisa conhecer

Todo mundo já viveu essa situação: um engarrafamento, um saguão de aeroporto, um consultório de dentista. Você ali, sentado, esperando a vida recomeçar. O tédio. Nessas horas, a boa pedida é embarcar em uma leitura rápida, envolvente e divertida. Ter um bom livro de contos na bolsa ou na mochila pode ser a salvação em momentos como esse. Confira nossas dicas de livros que vão de salvar da monotonia das salas de espera da vida.

 

A camisa do marido, de Nélida Piñon

Os nove contos de A camisa do marido apresentam Nélida Piñon no auge de seu domínio da forma narrativa e da escrita elegante e alusiva. Nélida descreve de maneira fascinante as sombras e os meandros de relações familiares, enfrentamentos brutais, secretos ou abertos que espreitam em cada lar.

O homem que sabia javanes e outros contos, de Lima Barreto

Lima Barreto foi jornalista e um dos mais importantes escritores libertários brasileiros.Filho de pais mulatos em um Brasil que acabara de abolir a escravatura, o autor privilegia a temática social, retratando as injustiças sofridas pelos grupos marginalizados da sociedade.

O Sucesso, de Adriana Lisboa

O sucesso reúne nove contos que desenvolvem personagens marcantes: uma jovem cartomante com um passado traumático; um casal elegante com uma filha de temperamento instável; um fotógrafo que descobre uma tragédia iminente; uma empregada doméstica que se envolve num arriscado jogo de sedução, entre outros. Adriana Lisboa constrói cenas precisas, em que um olhar, ou uma frase dita pela metade, são suficientes…

Sexo na cabeça, de Luis Fernando Veríssimo

Pode ser no quarto, no banheiro, no escritório, no elevador, na cozinha, na piscina ou, dependendo da imaginação do leitor, em locais menos óbvios e mais excitantes. Sim, estamos falando de sexo…SEXO NA CABEÇA, uma seleção das melhores histórias de Luis Fernando Verissimo sobre o assunto que mobiliza – e esquenta – multidões.

Verissimo, um dos cronistas mais sagazes da intimidade brasileira, mostra nesse livro que, para se pensar “naquilo”, não há hora nem lugar – aliás, para se fazer, também não. Como um voyeur da nossa vida privada, ele nos revela os fetiches que alimentam as grandes paixões, o delicioso jogo da sedução, os sussurros açucarados – e ridículos – dos recém-apaixonados.

O Verme e Outras Histórias de Amor

O Verme & Outras Histórias de Amor, de Rodrigo Espírito Santo

Seja bem-vindo à temporada 1 de Crônicas Verídicas, Pessoas Inventadas. Nosso primeiro tema será o amor. Não o amor fofinho, romântico. O amor sujo, escondido. Trágico e cômico. Mórbido e meigo. O amor de pai, de amante, o próprio, o mesquinho, o nobre. Todas as manifestações desta força da natureza que revela o que há de mais assustador e tocante em cada um de nós. Qualquer que seja o objeto deste sentimento avassalador, há apenas uma verdade: aquilo que amamos nos define.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s