Cinco coisas que você não sabia sobre Charles Bukowiski

Ele quase foi um jornalista

Quase porque, felizmente, ele era muito preguiçoso. Chegou a frequentar a faculdade de jornalismo da LA City College, mas declarou: “não adiantou nada. Eu ficava deitado na grama do campus, matando aula.” Ele até tentou uma vaga num jornal, mas não foi selecionado. Pensa num analista de RH que mudou a história da literatura.

Ele era apaixonado por gatos

Conta-se que Bukowski tinha um gato chamado Minx, mas a verdade é que ele teve vários outros. Ele amava gatos. Tem até um livro que seleciona seus pensamentos a respeito dos seus amigos felinos. O nome é Sobre Gatos (obviamente). No poema Meus Gatos, ele escreve:
“Eles reclamam mas nunca se preocupam, eles andam com surpreendente dignidade. Eles dormem com a simplicidade direta que os humanos simplesmente não conseguem compreender. Quando estou deprimido, tudo o que eu tenho que fazer é olhar meus gatos e minha coragem retorna.”
Sim, senhoras e senhores: a maior parte dos raros momentos de doçura e positivismo do autor foram inspirados pelos seus bichanos.

Ele era amigo do Sean Penn e do Bono

Bukowski teve a sorte de ser reconhecido em vida – o que significa que ele podia circular entre as celebridades como o ator Sean Penn e ganhar ingressos para shows do U2 da mão do próprio Bono. No documentário Born into This, Penn descreve uma noite de bebedeira em que os dois recitavam poesias do autor juntos quando, de repente, o telefone toca. Quem era?
Bukowski! E Penn conta que estava na companhia do líder do U2. Charles diz que sua esposa Linda é fã da banda desde criancinha. Resumo da história: no próximo show, Bono dedica uma canção ao casal, sentado no camarote de convidados. Segundo algumas testemunhas, Charles ficou visivelmente emocionado com a homenagem.

 

Ele costumava se alimentar com uma barra de chocolate por dia.

Nos anos 40, Charles estava ralando para sobreviver. fazia um ou outro bico como trabalhador braçal e vivia em quartos alugados em muquifos de todo tipo. Nessa época, sua dieta consistia basicamente em doces e outros produtos baratos, como barras de chocolate. “Eu costumava viver com uma barra de chocolate por dia. Custava alguns centavos, apenas. De noite, eu dava uma mordida antes de dormir. Era tão doce e tão lindo aquele momento”, relembra o autor.

Ele odiava o Mickey

No documentário Born into This, a esposa de Bukowski conta que Charles detestava o Mickey Mouse. Especialmente seus três dedos. “Ele não aguentava o fato de que o poder sobre milhões de pessoas estava nas mãos daquela criatura de três dedos, tola, que não nos ensinava nada, que não expressava nada real, uma fantasia absurda, nem ao menos boa, nem ao menos criativa. Ele tinha horror do Mickey. Mickey Mouse não tinha alma, costumava dizer”.

Anúncios

2 comentários sobre “Cinco coisas que você não sabia sobre Charles Bukowiski

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s