Cinco teorias de conspiração malucas na literatura

Stephen King, JK Rowling, Tolkien. Ninguém está seguro? A verdade está lá fora? Confira estas teorias bizarras!

Sabe aquela máxima “se está na internet deve ser verdade”? Pois é. Ninguém mais acredita nessa história. Só sua tia paranóica. Mas, se boa parte da população está ficando vacinada com as “Fake News”, ainda existe muita gente que prefere acreditar em teorias de conspiração. E, é claro, o universo literário não escaparia ileso desta tendência de achar pelo em cabeça de ovo. Confira cinco das mais amalucadas teorias conspiratórias sobre escritores famosos.

1. Jane Austen morreu envenenada

Na opinião da escritora criminal Lindsay Ashford, que pesquisou profundamente o caso antes de escrever o livro The Mysterious Death of Jane Austen, a famosa autora não morreu de causas naturais, mas foi assassinada. É verdade que Austen morreu aos 41 anos e o fato ainda é objeto de muita especulação. A maior parte da sua vida foi marcada por uma série de doenças. Vários diagnósticos póstumos sugeriram tuberculose, doença de Addison€™, linforma e outras possíveis causas para seu precoce falecimento. Mas foi Ashford que cantou a bola do envenenamento por arsênico. Ela acredita que a saúde debilitada da autora foi causada por arsênico, uma substância tóxica que, no século IXX, era usado como remédio para diversas enfermidades. Testes em fios de cabelo de Austen encontraram traços do veneno. Mas Ashford não elimina a possibilidade de assassinato. Claro, as razões para essa suspeita são o tema do seu livro. Os mais cínicos podem sugerir que tudo não passa de marketing para impulsionar as vendas da sua obra.

 

2. Simbolismo Illuminatus na trilogia Senhor dos Anéis

Não é uma postagem sobre teorias conspiratórias sem pelo menos uma menção aos Iluminati, uma sociedade secreta que controla tudo de ruim que acontece no mundo. E apesar de sua existência secreta, eles gostam de deixar símbolos secretos espalhados em todo lugar, por algum motivo. Nada mais natural do que encontrar alguns destes códigos secretos escondidos na obra de um dos mais celebrados autores do mundo. Tolkien é um deles e a trilogia Senhor dos Anéis é, dizem, cheia destes segredos. O olho de SAuron, por exemplo, representaria o olho que tudo vê dos Iluminati. A ilha de Numenor tem cinco cantos, como um pentagrama. Gandalf seria uma representação do ocultista Alesteir Crowley. Frodo seria, na verdade, uma metáfora para uma iniciação no mundo da magia negra. E tem também o Tolkien em pessoa, que muitos acreditam ser membro da Hermética Ordem da Aurora Dourada, uma sociedade secreta devotada ao estudo da magia,  assim como o escritor CS Lewis. €“ E a razão para Tolkien escrever seus romances épicos era, é claro,  preparar os leitores para o apocalipse Iluminatus. Claro.

3. Stephen King matou John Lennon

Você provavelmente não reconhece este nome, mas Steven Lightfoot é uma figura conhecida na California.  Ele dirige uma vã espalhafatosa e costuma ser visto distribuindo panfletos na rua, divulgando sua teoria de que John Lennon não foi assassinado por Mark Chapman, mas pelo autor Stephen King. Lightfoot chegou a escrever um livro sobre sua teoria. Bem, na verdade, um livreto de 24 páginas. O argumento é mais ou menos o seguinte: alguns políticos linha-dura estavam fartos do discurso pacifista do ex-Beatle, já que a guerra, para os EUA, sempre foi um grande negócio. Até o presidente Richard Nixon já tinha tentado deportar o britânico John Lennon, afirma Lightfoot. Mas é aqui que a teoria fica meio forçada. Não fica claro o porquê, mas Lightfoot declara Stephen King como o assassino, e Mark Chapman como um bode expiatório. O raciocíno parece ser que os dois são fisicamente parecidos, além de várias pistas escondidas nos livros de King. Lightfoot acredita que Nixon indicou Ronald Reagan para resolver o problema de  Lennon, e Reagan escolheu contratar Stephen King. Sabe-se lá qual o motivo. Lightfoot ainda afirma que ele recebeu cartas ameaçadoras de Stephen King. Estas ameaças vieram assinadas por alguém chamado ˜Dennis C Lee€™ mas, aparentemente, a caligrafia desse Dennis lembra a de King. Caso encerrado?

4. Barack Obama mandou matar Tom Clancy

Tom Clancy is outro exemplo de escritor que foi silenciado como Albert Camus e Hunter S Thompson, de acordo com os conspiratórios. Claro que o nome de Clancy já tinha sido alvo de teorias paranóicas. Antes, ele fora acusado por uma mulher chamada  Carol Valentine de ser um agente do governo norte-americano. Mas parece que a onda virou com a acusação feita por Dr Garrow do Bethune Institute. Garrow é desses que questionaram a validade da cidadania de Barack Obama. E ele argumenta que Clancy estava trabalhando em um livro para expor toda a “farsa”, quando Obama encomendou sua morte. A causa mortis do escritor foi atribuída a uma doença não divulgada. Garrow sugere que a autópsia de Clancy demorou cinco dias para ser realizada, dando tempo para que os vestígios de veneno se tornassem indetectáveis. Amigos de Clancy já declararam que, nos últimos momentos de sua vida, o escritor sofrera de uma séria doença cardiovascular que acabou resultando no seu falecimento. Vai ver eles também são agentes secretos quenianos.

5. JK Rowling não existe

Esta teoria é atribuida à cineasta norueguesa Nine Grunfeld, que se recusa a acreditar que uma mãe solteira de classe média poderia escrever uma série de livros que venderia mais de 450 milhões de cópias. Grunfeld acredita que é mais provável que as obras tenham sido escritas por um grande número de escritores anônimos instruídos para produzirem sucessos literários enquanto uma atriz faz o papel de autora. Além disso, a biografia de JK Rowling€™s também seria uma obra de ficção, um moderno conto de fadas elaborado para instigar esperança em milhões de fãs pelo mundo. O que é interessante sobre essa teoria da conspiração é que Nine Grunfeld não se encaixa no tipo de conspirador típico. Ela é uma famosa documentarista, filha de um importante psiquiatra nórdico. A essência da sua teoria é o profissionalismo da operação, alegando que há talento demais nos livros de Harry Potter para que ele seja fruto de qualquer coisa senão uma fabricação da indústria do entretenimento. Mas o mais estranho é que Nine não desenvolve a mesma suspeita em torno do império literário de Stephen King ou George R. R. Martin. Qual será a diferença, né?

 

Conhece alguma outra teoria conspiratória literária? Compartilhe com a gente nos comentários!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s