Dez livros para quem quer ser ator

Então você quer ser ator, não é? Quer tentar a vida sob os holofotes, o calor dos aplausos e o glamour dos palcos e telas. Temos más notícias. Muito pouco da vida do artista gira em torno da fama e dos camarotes VIP. Para a imensa maioria dos profissionais de teatro, cinema e TV, o trabalho é pesado, exige dedicação, disciplina e estudo. Muito estudo.

Se essa introdução ranzinza não foi o bastante para fazer você mudar de ideia, preparamos uma seleção de dez livros indispensáveis para quem quer começar seus estudos sobre artes cênicas como um todo. São obras sobre interpretação, dramaturgia, história do teatro e do cinema. Livros que vão te ajudar a enxergar melhor o universo de quem ganha a vida nos palcos. Boa leitura e merda pra você!

 

Improvisação para o Teatro – Viola Spolin
Este livro é uma espécie de bíblia dos educadores em jogos dramáticos e na arte do teatro. Manual útil para atores profissionais e amadores, professores e crianças. Para a escola e os centros comunitários oferece um detalhado programa de oficinas de trabalho. Aos diretores de teatro propicia uma compreensão dos problemas enfrentados pelos atores e das técnicas para solucioná-los. Promove, ainda, uma discussão dessa atividade na educação, na dança, na psiquiatria, na convivência social e na criatividade artística.

Ator e Estranhamento: Brecht e Stanislavski, Segundo Kusnet – Eraldo Pera RizzoO teatro do século XX contou com Stanislavski e Brecht. No Brasil, Eugênio Kusnet, conhecedor da teoria stanislavskiana e praticante do estranhamento ou distanciamento brechtiano, buscou a síntese desses métodos com a sua criatividade. Discípulo e ator de Kusnet, Eraldo Rizzo conta essa fascinante experiência, fonte de ensinamentos para a arte da interpretação.

Dicionário de teatro – Patrice Pavis

O Dicionário de Teatro, de Patrice Pavis, é uma obra conhecida internacionalmente, não só no texto original francês, como nas traduções para numerosos idiomas. Publicado agora em português pela editora Perspectiva, a partir de sua terceira edição corrigida e aumentada, vem enriquecer enormemente a nossa bibliografia especializada, devendo constituir-se em valioso instrumento para o ensino e o conhecimento do teatro. Em seus 560 verbetes, traduzidos por professores e pesquisadores do campo, são sintetizadas e discutidas as grandes questões da dramaturgia, da encenação, da estética, da semiologia e da antropologia da arte dramática, o que o constitui numa suma do saber sobre a história, a teoria e a prática da criação teatral. Léxico moderno, além de definir e explicitar noções fundamentais da análise textual e cênica por meio de exemplos colhidos no repertório da literatura clássica, assim como das mises en scène contemporâneas, apresenta e problematiza uma vasta gama de experiências interculturais e interartíticas, nos termos das concepções mais atualizadas da análise crítica hoje vigente. Por isto mesmo trata-se de um dicionário que o leitor poderá consultar com máximo proveito para a sua informação do domínio do teatro, tanto mais quanto o acesso aos temas, conteúdos e fontes lhe é facilitado por um índice temático e outro onomástico, além de rica bibliografia sobre o assunto — um conjunto de recursos e dados que o torna obra de referência indispensável.

 


A preparação do ator – Constantin Stanislavski
Coube a Stanislavski a importante tarefa de sistematizar os conhecimentos intuitivos dos grandes atores do passado e de explicação ao ator contemporâneo como agir no momento da criação ou da realização. O seu sistema não é uma continuação das idéias expostas nos velhos manuais. É antes uma quebra da tradicional maneira de ensinar. O trabalho do ator. segundo o sistema de Stanislavski não equivale a um estilo de representação. É. como qualquer técnica. um meio e não uma finalidade. É o próprio Stanislavski quem diz: “Ele (seus sistema) só tem utilidade quando se transforma numa segunda natureza do ator. quando este deixa de ser preocupar com ele e quando seus efeitos começam a aparecer naturalmente em seu trabalho”. A técnica deve ser absorvida e nunca aparecer na realização. Esta é o resultado. e a técnica funciona então como estímulo ao processo criador.

Manual mínimo do ator – Dario Fo

Livro indispensável e uma referência necessária para todos os que se interessam por conhecer as técnicas da arte teatral, mais especificamente do teatro popular, que conseguem sensibilizar o espectador e motivá-lo a ficar atento à sequência da narrativa dramática. É também uma obra que alia o conhecimento vivido dessas técnicas ao contexto mais amplo da cultura, mostrando como os procedimentos da representação descortinam uma realidade mais densa do que aquela veiculada pela simples informação.

Como parar de Atuar – Harold Guskin

Em ”Como Parar de Atuar”, Harold Guskin revela os insights e técnicas que se expressaram em grandes interpretações de dúzias de atores por ele orientados, novatos e veteranos, tanto nos palcos quanto nas telas. Em vez de elaborar mais um “método”, Guskin oferece ao intérprete uma estratégia baseada em uma ideia simples e inovadora: a de que o empenho do ator na sua representação não é o de “criar uma personagem”, mas, ao contrário, deixar-se levar pelo impulso, em contínua interação sensível com o texto. Extraindo exemplos de seu labor com performers e de sua própria experiência, propõe que o ato de corporificar se constitua de uma dinâmica exploração de seus potenciais em contínua evolução, e não como um percurso ditado por um objetivo final, previamente fixado. Nesse sentido, oferece importantes e originais conselhos para o desenvolvimento ou a renovação de um papel, a atuação em cenas difíceis e de forte conteúdo emocional, o confronto com papéis de grandes autores, bem como para a adaptação às demandas particulares da cena teatral ou da tela do cinema e da televisão, para o relacionamento e o envolvimento com o público espectador – uma rica e prática lição, que torna este livro, além de prazerosa leitura, ferramenta valiosa para novos e não tão novos atores, na busca de bem-sucedida realização como profissionais e artistas.

 

Em Busca de um Teatro Pobre – Jerzy Grotowski

Em “Em Busca de um Teatro Pobre”, Grotowski postula um teatro praticamente sem vestimentas, baseado no trabalho psicofísico do ator. A melhor tradução de “teatro pobre” seria teatro santo ou teatro ritual. Nele Grotowski leva as ultimas conseqüências as ações físicas elaboradas por Constantin Stanislavski, buscando um teatro mais ritualístico, para poucas pessoas. Um dos seus assistentes e responsável pela divulgação e publicação de seus trabalhos e o hoje famoso teatrólogo Eugenio Barba.

Teatro do Oprimido e Outras Poéticas Políticas – Augusto Boal

Com este livro, o brasileiro Augusto Boal (1931-2009) tornou-se um dos mais influentes pensadores do teatro contemporâneo. Traduzido para mais de vinte idiomas, a obra passou a inspirar praticantes do teatro nos cinco continentes. Nela, Boal reúne textos sobre as técnicas que criou para questionar tanto as formas do teatro convencional quanto as formas de opressão – coletivas ou individuais – associadas a ele.

 

A Jornada do Escritor – Christopher Vogler

Em 1949, no clássico O herói de mil faces, o estudioso Joseph Campbell conceituou a chamada Jornada do Herói: uma estrutura presente nos mitos e replicada em todas as boas histórias já contadas e recontadas pela humanidade. Em A Jornada do Escritor, Christopher Vogler faz uma detalhada e esclarecedora análise desse conceito, tomando como base diversos filmes importantes. Resultado de anos de estudo sobre mitos e arquétipos, somados à experiência de Vogler na indústria cinematográfica norte-americana, esta edição, revisada pelo autor, é uma obra de referência fundamental não apenas para quem deseja escrever boas histórias – bebendo da fonte dos mais belos e fascinantes mitos já criados pela mente humana –, como para quem quer entendê-las melhor, relacionando-as à própria vida.

 

Story. Substância, Estrutura, Estilo e os Princípios da Escrita de Roteiro

Empregando exemplos de mais de cem filmes, McKee usa uma filosofia que vai além das regras rígidas para identificar os elementos mais elucidativos que distinguem estórias de qualidade das outras. Começando com definições básicas – o que e um beat? Uma cena? Uma sequencia? O clímax de ato? O clímax do filme? McKee não apenas desvenda os mistérios da estrutura padrão de três atos, mas desmistifica estruturas incomuns como as de dois, sete e oito atos. Expõe as limitações de cada gênero, ressaltando a importância do tema, ambiente e atmosfera, e enfatiza a diferença de personagem versus caracterização. Recheado com exemplos de filmes como ”Casablanca” e ”Chinatown”, Story disseca cenas clássicas, guiando-nos passo a passo para revelar não somente como uma cena funciona, mas por que ela funciona. Indo além dos fundamentos da composição para os valores duradouros e conflitos que separam os clássicos do clichê.

 

Concorda com nossa lista? Quais destes você já leu? Deixe sua opinião e participe da conversa!

Anúncios

6 comentários sobre “Dez livros para quem quer ser ator

  1. Ótima lista! Quase caí nos encantos da atuação e do teatro há alguns anos, mas acho que minha introspecção falou mais alto, haha.

    Gostaria de fazer uma pergunta não relacionada ao post, e estou deixando ela aqui porque não encontrei uma seção de “Fale conosco”; se ela existe, peço desculpas:

    O site aceita artigos de leitores? Gosto de escrever e gostei da proposta, ficaria feliz em colaborar de forma não remunerada se possível.

    Até mais!

    Curtir

    1. Oi, Lenice!
      Que bom que gostou da nossa seleção!
      A maior parte desses livros está disponível nas grandes redes de livrarias, mas alguns estão esgotados.
      Nossa recomendação é procurar em sites que comercializam livros usados, como a estantevirtual.com.br
      Lá vc consulta os acervos de milhares de sebos, compra online e ainda paga mais barato.
      Boas leituras e merda para você! 😉

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s